Saiba como o esporte pode te ajudar a estudar nos Estados Unidos

As universidades americanas oferecem bolsas de estudos a alunos que alcançarem boas notas e alto desempenho esportivo

 

Nos Estados Unidos, os esportes são mais do que exercícios físicos que fazem bem ao corpo ou um modo de competir por títulos. Lá, tem muito a ver com uma cultura enraizada desde os primeiros anos escolares e que passa por sucesso na carreira e principalmente nos estudos. Além de atraírem um número absurdo de público, recebem incentivos fiscais do governo, alcançam cifras astronômicas e despertam o interesse de patrocinadores do mundo todo.

Para se ter uma ideia da importância do esporte por lá e do impacto que ele tem na educação, é por meio dele que os jovens têm a oportunidade de cursar uma Universidade ou seguir carreira profissional em outra área. O sistema de bolsas não leva em conta somente o bom desempenho nas matérias escolares, mas também o desempenho desses alunos nos esportes. A Liga Universitária de futebol americano, por exemplo, apresenta números surpreendentes. Em jogo realizado no último dia 2 de dezembro, entre as Universidades da Georgia e Auburn (equipes de grande rivalidade), a transmissão da rede CBS registrou uma audiência de mais de 13 milhões de telespectadores. Atente ao detalhe de que se trata de uma liga universitária, não a profissional.

A boa notícia para nós é que a cultura de aliar esporte com estudos não beneficia somente aos americanos. Tanto pode como já chegou ao Brasil. Nosso maior exemplo é o hoje atleta profissional Cairo Santos, que atua desde 2014 na NFL (National Football League), esporte coletivo mais popular entre os americanos. Quando adolescente, estudou na cidade de St. Augustine, na Flórida. Em seguida, por meio do esporte, conseguiu uma bolsa de estudos na Universidade de Tulane, em Nova Orelans, para jogar futebol americano.

Mesmo que não se pretenda seguir uma carreira profissional no esporte, ele segue sendo uma porta de entrada para uma boa universidade. Há muitos casos de alunos que jogam em alto nível até conseguirem o diploma universitário, para depois seguirem a carreira escolhida. Vale lembrar que por lá o ensino superior é pago e não é nada barato, dependendo do prestígio da instituição. Se convertermos em real, dá aproximadamente R$ 32.000 e pode chegar a R$ 196.000 por ano! Por isso, ingressar em uma universidade com bolsa garantida pela prática esportiva é o objetivo da maioria dos estudantes.

O sistema de ensino dos Estados Unidos possibilita a nós, brasileiros, a oportunidade de aliar esporte e estudo de qualidade, sem que seja preciso abrir mão de um deles para alcançar uma carreira de sucesso. É preciso batalhar muito, mas é animador saber que atualmente há cerca de 19 mil brasileiros estudando nos Estados Unidos. Desses, 1,6 mil estão em equipes esportivas.

Antes de tentar o ingresso em uma universidade norte-americana, há uma série de coisas que você precisa fazer ainda aqui no Brasil. O primeiro de tudo é ter o inglês na ponta da língua. Seja o seu conhecimento de nível básico ou de intermediário a avançado, será preciso passar pelos importantes exames de admissão TOEFL e ACT.

O Cultural te auxiliar em todos os passos, do ensino do idioma até o momento de ingressar em uma universidade. Com o Education USA nós prestamos diversos serviços de orientação, como qual instituição escolher de acordo com a carreira pretendida, a cidade, os testes e processos necessários para conquistar uma vaga. Tudo gratuitamente.

Cultural
secretaria@cultural.org.br
Sem comentários

Poste um Comentário