A História por trás do Dia dos Namorados e do Valentine’s Day

O Dia dos Namorados está chegando aqui no Brasil, mas você sabia que nos Estados Unidos essa celebração tem outro nome? E que ela ocorre em uma data completamente diferente? Nesse conteúdo, vamos conhecer as histórias do nosso Dia dos Namorados e o “Valentine’s Day” – Dia dos Namorados nos Estados Unidos.

 

O Dia dos Namorados no Brasil 

O Dia dos Namorados é uma data romântica, que celebra o amor entre as pessoas. No entanto, sua criação não teve um motivo muito “amoroso”, por assim dizer. A data foi criada pelo publicitário João Dória em 1948, por motivos puramente comerciais.

Na época, o pai do atual governador de São Paulo era dono de uma agência de publicidade chamada Standart Propaganda e seus serviços foram contratados por uma loja com o objetivo de aquecer suas vendas no mês de junho.

Tomando como inspiração o Dia das Mães, Dória criou uma nova data para que presentes fossem trocados: o dia 12 de junho, data que precede o Dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro. Nascia o Dia dos Namorados.

Atualmente, o Dia dos Namorados já é a terceira melhor data para o comércio no país – atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. 

 

Valentine’s Day: A história de São Valentim

Diferentemente do nosso Dia dos Namorados, o Dia de São Valentim é celebrado nos EUA e na Europa no dia 14 de fevereiro e tem uma história muito interessante e bastante antiga.

Comemorado desde o século V, o Valentine’s Day ganhou este nome em homenagem a um padre de Roma, que foi executado no século III. A história conta que o então imperador da capital italiana, Cláudio II, baniu os casamentos sob o pretexto de que homens casados acabam por se tornar soldados mais fracos, uma vez que homens solteiros e sem compromissos familiares, renderiam melhor no exército.

Contrariando as ordens do monarca, Valentim acreditava que o casamento era parte do plano de Deus e que dava sentido ao mundo. Sendo assim, ele continuou realizando cerimônias matrimoniais secretos.

Não demorou muito para Cláudio II descobrir sobre o plano do padre e sentenciá-lo à morte. Entretanto, durante o período em que esteve preso, Valentim se apaixonou pela filha do carcereiro e no dia de sua execução, enviou uma carta para a moça assinando “do seu Valentim” – fato que originou a prática de enviar cartões a quem se ama no dia 14 de fevereiro.

Somente dois séculos após a sua morte, o Dia de São Valentim foi instituído pelo Papa Gelásio que transformou o padre no símbolo da celebração.

Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/curiosidades-44444417 

 

Já conhece o nosso perfil no InstagramSiga e fique por dentro da cultura americana.

Cultural
secretaria@cultural.org.br
Sem comentários

Poste um Comentário