Confira o que é preciso para estudar nos Estados Unidos

TOEFL é o principal exame de proficiência exigido pelas universidades americanas. Saiba a pontuação necessária para ser aceito.

 

Com uma metodologia de ensino objetiva e clara, o Instituto Cultural oferece um módulo de estudo preparatório para alunos que planejam prestar o exame TOEFL (Test of English as a Foreign Language), necessário para atestar a proficiência em inglês e ser aceito nas melhores universidades dos Estados Unidos para graduação ou pós-graduação.

Nesse modo preparatório, o aluno faz uma série de testes simulados. “Tem uma parte que é de ouvir, uma narrativa, um diálogo, se faz perguntas sobre o que ouviu. Isso serve para melhorar o listening”, afirma Heloísa Rios, superintendente do Instituto Cultural. Inicia-se com somente duas pessoas e um diálogo curto. Conforme o avanço do módulo, os textos ficam mais difíceis e mais alunos participam das conversas.

Uma segunda parte do módulo envolve leitura e compreensão escrita. O aluno lê textos e precisa responder perguntas quanto ao seu entendimento do conteúdo, tanto interpretativo quanto gramatical. Uma terceira parte é totalmente focada na gramática e vocabulário do inglês. “Há exercícios com substituição de palavras por sinônimos. O aluno também tem que detectar qual parte da frase está errada. Outro exercício proposto é fazer com o aluno reconheça conjuntos de palavras que levem o mesmo significado”, afirma Heloísa.

Há duas maneiras de realizar o teste TOEFL: prova escrita ou online. Para ambos os casos, o Instituto Cultural tem a preocupação de fazer com que o aluno aprenda o timmning correto para responder às questões e principalmente escrever a redação. O professor do módulo faz simulações para que esse gerenciamento de tempo fique bem claro.

Entenda o TOEFL:

“Para fazer uma graduação ou pós-graduação, o aluno precisa comprovar que a proficiência da língua não vai atrapalhar nos seus estudos”, informa Heloísa. Por isso o TOEFL tem validade de dois anos, precisando ser renovado para que o estudante prossiga com os estudos. É possível realizar o teste uma vez por mês até que se consiga o “score” necessário para ingressar na universidade desejada.

O teste é feito na cidade do aluno e quem ensina não pode aplicá-lo. “O Cultural não pode aplicar. Professores cadastrados à instituição que aplica o teste são os responsáveis”. O cadastro é da ETS (Educational Testing Service), de Princeton, Nova Jersey. Sobre a pontuação necessário, Heloísa afirma que cada universidade exige um “score” para que o aluno consiga ingressar. “A pontuação máxima do TOEFL é de 120 pontos. O aluno precisa fazer no mínimo 80 para ser aceito em alguma universidade”.

Em outras palavras, você precisa estar com o inglês na ponta da língua para alcançar uma ótima pontuação. Venha conhecer o nosso módulo preparatório e realize o sonho de fazer graduação ou pós-graduação nos Estados Unidos. Entre em contato pelo telefone (51) 3025.0600 ou preencha o formulário no site.

Cultural
secretaria@cultural.org.br
Sem comentários

Poste um Comentário