Brasileiros nos EUA faz Cultural projetar crescimento

Número de alunos nos cursos de inglês pode crescer em 2019

 

Uma das primeiras instituições a oferecer curso de inglês no Rio Grande do Sul, após comemorar 80 anos em 2018 e passar por ampla reforma em sua sede no Centro Histórico de Porto Alegre, o Cultural une tradição e renovação e espera atrair mais alunos em 2019, inclusive para brasileiros que querem estudar no exterior.

Criado em 14 de julho de 1938, o Cultural foi um dos pioneiros no ensino da língua inglesa no Estado. Para 2019, o objetivo é focar em flexibilidade de horários e turmas pequenas de, no máximo, seis alunos.

Em 2018, apesar do câmbio desfavorável, houve aumento de 11,7% no número de estudantes brasileiros nos Estados Unidos. O Brasil é o décimo local de origem dos alunos que frequentam instituições de ensino americanas, segundo o relatório Open Doors do Institute of International Education. Esse relatório oficial é responsável por monitorar de onde vêm os estudantes estrangeiros presentes nos Estados Unidos.

Atualmente, o Cultural possui parceria com a Embaixada dos Estados Unidos (EUA), cursos específicos voltados para testes de proficiência da língua inglesa, além de oferecer aconselhamentos para estudos nos EUA por meio do EducationUSA.

 “Com nossa longa expertise no ensino do inglês e uma equipe especializada, orientamos os alunos que pretendem morar e/ou estudar nos Estados Unidos”, destaca a presidente do Cultural, Sara Viola.

Os Estados Unidos têm cerca de 6.400 universidades e faculdades que oferecem cursos de graduação, 1.700 das quais com cursos de pós-graduação.

Para um número cada vez maior de alunos procurando estudar nos EUA, o Cultural oferece cursos exclusivos de preparação para os testes de proficiência na língua inglesa, dentre os quais o Test of English as a Foreign Language (TOEFL), o qual é aceito por universidades em todo o mundo no processo de admissão para cursos de graduação e pós-graduação.

O Cultural também oferece curso para o American College Testing (ACT), adequado para alunos do ensino médio ou recém-formados com nível entre intermediário e avançado que pretendem fazer a graduação nos EUA.

“É sempre uma longa caminhada que os alunos que desejam estudar nos Estados Unidos devem percorrer. Qualificação e boas notas são fatores de fundamental importância, mas não os únicos. Muitos estudantes não sabem como iniciar a busca por universidades ou como funciona o sistema de intercâmbio, e é nesse ponto onde entra a importância do EducationUSA e do Cultural, dos cursos de língua e dos certificados”, enfatiza a presidente.

Cultural
secretaria@cultural.org.br
Sem comentários

Poste um Comentário